home NOTICIA GERAL-01 121 views # #ATENÇÃO

Veja o que muda no trânsito da BR-316 a partir de hoje

Para que sejam executadas obras em trecho da via, o trânsito de veículos leves será desviado para as duas pistas do futuro BRT, já os pesados devem transitar por faixa na BR.


Uma importante etapa do projeto de requalificação da BR-316 se inicia nesta quinta-feira (10), com o primeiro trecho a receber obras de implantação do sistema de drenagem, com o objetivo de resolver os problemas de alagamentos na rodovia. Para que seja executado o serviço ao longo da via, o trânsito de veículos leves será desviado para as duas pistas de concreto do futuro BRT, já veículos pesados devem transitar, exclusivamente, pela faixa mantida aberta na BR. Pedestres e ciclistas terão uma faixa na calçada para transitar.
Equipes do Departamento de Trânsito (Detran/PA) e a Polícia Militar (PM) vão orientar condutores e transeuntes durante a operação, que deve durar 90 dias nesse trecho. Os trabalhos de drenagem iniciarão na pista do sentido Belém-Marituba, entre as ruas Celestino Rocha e Debora Calandrini, numa extensão de cerca de mil metros. Durante esse período, a circulação e o acesso aos estabelecimentos comerciais e residenciais estarão assegurados.

O Detran será o gestor do tráfego no local do desvio na BR-316. O órgão atuará na organização e orientação do trânsito para garantir segurança e fluidez na via. Para tanto, o órgão estará presente com 20 agentes de fiscalização e 12 agentes de educação para atuarem no local do desvio.

O Detran também instalou sinalização luminosa vertical para ajudar na orientação e visibilidade dos motoristas, pedestres e ciclistas. O órgão disponibilizou um contêiner no local do desvio com uma equipe de servidores que atuará 24 horas no atendimento e suporte aos usuários da via.
Toda a área será rastreada por câmeras de videomonitoramento com o objetivo de acompanhar o tráfego e realizar intervenções no trânsito, quando necessário. Os motoristas também vão contar com um guia de rotas alternativas à área do desvio. O conteúdo pode ser acessado no contêiner do Detran ou nas redes sociais do órgão.

A Polícia Militar vai atuar para garantir segurança de todos os envolvidos na operação e colaborar na sinalização e orientação dos condutores. A PM estará presente com quatro equipes, durante 24 horas, no trecho.

A obra de requalificação da BR visa criar uma infraestrutura nos primeiros 10,8 km da rodovia gerenciados pelo Governo do Estado. O objetivo maior do projeto é a implantação do sistema troncal de ônibus na Região Metropolitana de Belém, cobrindo, ao longo da obra, do município de Marituba até a capital paraense e, também, criar uma nova condição de mobilidade para a via ao longo desse trecho.
As principais etapas de obras do projeto estão sendo executadas atualmente, como é o caso da implantação do sistema de drenagem. “A drenagem da BR foi executada há mais de 40 anos, quando o tipo de ocupação ao longo da via era outro, com uma densidade muito mais baixa do que é atualmente. Essa nova drenagem visa justamente assegurar o escoamento apropriado das águas pluviais que caem no trecho, permitindo a segurança e durabilidade da obra”, esclarece o engenheiro Eduardo Ribeiro, diretor geral do NGTM.
“Além disso, nós vamos executar pavimento rígido, as canaletas centrais de ônibus do BRT, toda a parte de pavimentação flexível, ou seja, o asfalto sempre com três faixas de tráfego em ambas as pistas de entrada e saída. Treze estações de passageiros e 13 passarelas de travessia e acesso a essas estações. Esse é o conjunto de obras que compõem a requalificação da BR. Além disso, tem todo um projeto de urbanismo, com uma nova iluminação pública e a parte de paisagismo, sempre adotando o critério de espécies da região”, explica ainda Ribeiro.

“Neste momento, estamos correndo com a execução de pavimento rígido porque o pavimento rígido é que vai proporcionar o desvio do tráfego das faixas lateria das BR, onde será implantada a nova drenagem. Estamos avançando com o pavimento e as obras civis dos terminais, as chamadas “PIs” (passagens inferiores), que integrarão as caneletas centrais do BRT aos terminais de integração, são túneis, sendo que todos estão em fase de escavação ou conclusão da escavação”, pontua Ribeiro.

Projeto

O projeto inclui ainda a construção de 2 terminais de integração, que ligarão as linhas coletoras com as linhas troncais do BRT, sendo uma em Ananindeua e uma em Marituba, e também o Centro de Controle Operacional, que fica localizado na avenida Augusto Montenegro.

Fonte: Diário Online 

121 viewsPublicado por: Portal Capanema | em: 10/11/2022
COMENTE:
rgr capanema1
38C5DBD3-FF78-47A1-A951-442A00BC52AB
previous arrow
next arrow
rgr capanema
rgr capanema
previous arrow
next arrow