home NOTÍCIAS 5 views # Polícia

Jovem diz ter sido agredida durante confusão em Salinas: “abriu a minha testa”.

Segundo a moça, um homem a acertou na testa com um copo térmico. Em vídeos que circulam nas redes sociais, ela aparece com o rosto bastante ensanguentado.


A mulher que aparece em um vídeo de uma confusão generalizada na praia do Atalaia, em Salinas, no último sábado (30), conversou com OLiberal.com. A jovem, que não terá o nome divulgado nesta matéria por questões de segurança, alega que teria sido agredida por um homem armado, que não aceitou dar passagem para que ela e o namorado pudessem retirar o carro da praia para ir embora.

A moça foi atingida na testa por um copo térmico. Ela aparece nas imagens com o rosto bastante ensanguentado. A gravação também mostra que homens da Polícia Militar foram acionados para intervir na situação e dispersar o grupo de pessoas envolvidas no tumulto.

“Nós estávamos na praia, já querendo ir embora, eu e meu namorado, querendo tirar o carro, já tinha dado o horário, a maré já estava começando a encher. A gente conversou e decidiu tirar o carro. Porém, na nossa frente tinha uma Hilux, uma caminhonete branca, que era justamente do autor que começou toda essa confusão”, iniciou a jovem.

Eu, por várias vezes, cheguei até ele e conversei numa boa. Pedi licença, pedi para ele tirar o carro e ele disse que a maré não iria chegar até ali. Aí eu disse que não se tratava somente de maré. Era que eu queria ir embora mesmo”, afirmou. “Eu fui a primeira vez lá, ele desconversou. Fui a segunda, ele estava bebendo, ouvindo música e não me deu muita importância”.

“Eu lembro que eu fui umas quatro vezes com esse cidadão, pedindo para ele arredar o carro e ele não arredava. Dizia que não dava, porque tinha carro atolado atrás, carro atolado na frente, e que a maré não ia chegar. E, quanto mais ele falava, mais a maré subia. Eu fui começando a me apavorar. No nosso carro, a maré já estava subindo nos pneus”, continuou.

“Nessas circunstâncias, ele começou a se exaltar. Nisso, eu e meu namorado já estávamos perto um do outro. Meu namorado estava tentando amenizar a situação, conversando com ele, ele se exaltava, chamava palavrão”, contou a jovem, ao acrescentar que, nesse momento, o dono da caminhonete branca arremessou contra ela um copo térmico. “E na mesma hora abriu a minha testa”, relatou a moça.

“O meu namorado, quando viu aquela cena, não teve nem reação. Ficou perplexo. E a partir daí começou a confusão. O meu namorado foi em cima do cara que fez isso. O cara, covardemente, correu para dentro do carro dele e puxou uma arma para a gente. Na hora  em que eu vi a arma, eu me joguei em cima do meu namorado, porque eu fiquei com medo dele atirar na gente”, declarou a jovem.

Policial à paisana interviu na confusão

Segundo ela, um amigo do casal, que não estava atento à confusão, resolveu intervir. “Esse nosso amigo, que é policial, puxou a arma, mas não para atirar em ninguém. No vídeo, aparece ele fazendo gestos para o cara da caminhonete branca ir embora”, explicou a mulher.

Ela identificou o proprietário da caminhonete branca apenas como “Éder”. “Ele não apareceu em nenhuma das filmagens, que foram divulgadas em partes cortadas. Então, dá a entender que quem me agrediu foi meu namorado. E não foi. Nós estamos sendo expostos. O meu namorado está numa situação super constrangedora e triste, sendo visto como um monstro, quando quem me agrediu foi o cara da caminhonete branca”, reforçou.

A reportagem entrou em contato com as polícias Civil e Militar para apurar mais informações sobre o caso. 
   Fonte: oliberal.com

5 viewsPublicado por: Publicador | em: 04/08/2022
COMENTE:
rgr capanema1
rgr capanema1
previous arrow
next arrow
ANUNCIE NO PORTAL CAPANEMA
ANUNCIE NO PORTAL CAPANEMA
previous arrow
next arrow