home NOTICIA GERAL-01 401 views # #PARALISAÇÃO

Rodoviários de Belém, Ananindeua e Marituba anunciam paralisação nesta quinta (8)

Categoria promete atos em toda a região metropolitana e uma mobilização em frente a órgãos trabalhistas


Sindicatos de rodoviários de Belém, Ananindeua e Marituba anunciaram uma paralisação geral para esta quinta-feira (8). Vários atos serão realizados na região metropolitana e devem culminar com mobilizações no Ministério Público do Trabalho e no Tribunal Regional do Trabalho. O motivo da paralisação, como apontam representantes dos trabalhadores, é que os reajustes acertados na greve ocorrida em maio deste ano ainda não foram pagos de forma integral. Nas redes sociais, os sindicalistas convocam motoristas e cobradores a aderirem.

Com a paralisação, quase 1 milhão de usuários podem acordar sem ônibus nos três municípios. Nas redes sociais, as entidades estão convocando a categoria para aderir à paralisação geral. “Tivemos mediação da Justiça e chegamos a um acordo. Mas nada do que foi apresentado, até agora, foi cumprido. Por isso estamos nos mobilizando para essa grande manifestação”, disse Luciano Barros, diretor de Comunicação do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Belém (Sintrebel).

Huelem Ferreira, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Ananindeua e Marituba (Sintram), observou que a categoria, na útlima greve, conseguiu reajuste de 12%, mas condicionados a desonerações para as empresas de transporte. Mas 60 dias após o acordo, os pagamentos ainda não foram atualizados com os novos valores.

A Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob) informa, por nota, que “…não foi comunicada oficialmente sobre a possível paralisação dos rodoviários. A Semob ressalta que as pautas apresentadas pelos rodoviários dizem respeito às questões trabalhistas, portanto relação restrita entre empregador e empregado. Nesse sentido, a Semob recomenda que se busque a solução através do diálogo e da negociação. A Semob adotará todas as providências necessárias para a garantia de uma prestação adequada do serviço de transporte coletivo à população”.

Setransbel diz que não foi comunicado sobre paralisação

Por nota, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belém (Setransbel) informou que “…não foi comunicado sobre a possível paralisação dos trabalhadores rodoviários prevista para a quinta-feira (8). Destaca, ainda, que tendo em vista o atual cenário financeiro do sistema que acumula um prejuízo mensal que ultrapassa os R$18 milhões, se torna impraticável a aplicação de novos reajustes salariais”.

“Esclarecemos que o desequilíbrio financeiro das empresas é provocado pela diminuição de passageiros pagantes, os sucessivos aumentos do diesel e a redução na tarifa técnica, que mesmo calculada pela Semob e aprovada pelo Conselho de Transportes em R$5,00 (cinco reais) foi homologada em R$4,00 (quatro reais), o que tem impossibilitado honrar com os custos elevados do sistema. Deve-se também levar em consideração que as despesas com pessoal representam cerca de 45% do valor da tarifa e, atualmente, as despesas com combustível se aproximam de 44%, o que torna insustentável a operação nas atuais condições”, completou o Setransbel, por nota.

O comunicado do sindicato termina dizendo que  “…o auxílio do poder público, através de desonerações e subsídios, é o único caminho para o equilíbrio econômico financeiro do sistema sem onerar ainda mais o passageiro pagante, única fonte de custeio do setor”.

Fonte: O Liberal 

401 viewsPublicado por: Portal Capanema | em: 08/09/2022
COMENTE:
rgr capanema1
rgr capanema1
previous arrow
next arrow
rgr capanema
rgr capanema
previous arrow
next arrow