home NOTÍCIAS 2.496 views # Asfalto na BR308

Governo Federal irá asfaltar BR 308 no Nordeste do Pará

O governo federal depositou R$ 18 milhões, recurso que vai garantir o início da obra de asfaltamento. O valor total da obra é de R$ 144.7 milhões.

27.10.2016 O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, durante audiência com o ministro do Transporte, Portos e Aviação Civil, Mauricio Quintella. FOTO:ADALBERTO MARQUES/MI.

27.10.2016 O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, durante audiência com o ministro do Transporte, Portos e Aviação Civil, Mauricio Quintella. FOTO:ADALBERTO MARQUES/MI.

Durante mais de 40 anos a população da região Nordeste do Pará, na área que abrange os municípios de Bragança, Augusto Correa e Viseu, lutou pelo asfaltamento da BR 308. Foram muitas promessas, contratempos, cancelamentos e intervenções. Mas agora é real: o governo federal depositou em conta o montante de R$ 18 milhões, recurso que vai garantir o início da obra de asfaltamento. O restante está assegurado no orçamento da União para 2017.  O valor total da obra é de R$ 144.7 milhões.

Esta vitória, para uma população que ultrapassa 220 mil habitantes, tem um sabor especial para o deputado federal Lucio Vale (PR). Desde 2007, seu primeiro ano como representante do Pará na Câmara Federal, o deputado carrega essa bandeira.

O que permitiu agora a concretização do sonho foi o fato de o Pará ter um ministro influente na Esplanada dos Ministérios, lembra o deputado. A parceria entre Lucio Vale e o ministro da Integração, Helder Barbalho, permitiu a viabilização do asfaltamento de um trecho de 115 quilômetros da BR 308.

“O presidente Michel Temer foi sensível a esta importante causa da população do Nordeste do Pará”, revelou Lucio Vale. E o compromisso de Temer foi confirmado aos representantes do Pará pelo ministro dos Transportes, Maurício Quintella. Em reunião com Helder Barbalho e com Lucio Vale, o ministro confirmou o empenho financeiro para a obra.

“Este é um sonho de uma região extremamente próspera que vive a expectativa histórica de ter o asfalto, que vai permitir mais crescimento e desenvolvimento à região. É um sonho de muitos anos e hoje estamos aqui comemorando essa importante ação do presidente Michel Temer pelo Pará”, destacou Helder Barbalho.

Ele lembrou que, nos próximos dias, juntamente com o ministro Quintella e o deputado Lucio vale, ele estará Viseu e em Bragança para assinar as ordens de serviço. “Iremos assinar a ordem de serviço e festejar um novo capítulo de desenvolvimento para o Pará. É assim que se trabalha, com união pelo melhor para o nosso Estado”, frisou Helder Barbalho.

empenho-para-br-308O ministro Mauricio Quintella também comemorou o início da obra de asfaltamento. Colega de Lucio Vale na Câmara dos Deputados, ele lembrou que essa sempre foi a bandeira do parlamentar paraense. “Tenho a felicidade de estar nesse momento no Ministério dos Transportes e ver esse sonho dos paraenses realizado. Em um momento de restrição fiscal, com pouca capacidade de investimentos em rodovias, o presidente Michel Temer teve sensibilidade para atender a essa importante demanda da população do Pará”, informou Quintella.

Está tudo pronto para começar o asfaltamento, relata o deputado Lucio Vale. Segundo ele, o período para construção será bem característico do Pará: dois verões, estima o parlamentar. O asfaltamento, segundo explicou o parlamentar, será feito em duas frentes de trabalho: uma começando por Viseu e outra por Bragança. A licitação para a obra já foi realizada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

O prefeito eleito de Viseu, Isaias Neto (PR), que acompanhou toda a movimentação em Brasília para a liberação do recurso, comemorou: “Começamos nossa administração com o pé direito. Este foi um trabalho de união pela região. Juntamente com o prefeito Cristiano (Cristiano Vale, atual prefeito de Viseu), comemoramos esse momento tão importante para Viseu”.

A BR-308 foi incluída no PAC 2 em 2013. São 115,5 quilômetros de rodovia em difíceis condições de tráfego. A pavimentação da rodovia é estratégica para o Estado, porque vai encurtar o percurso entre Belém e São Luís (MA) em cerca de 106 quilômetros.

Moradores da região sofrem com o caos ao trafegar pela rodovia, por conta do lamaçal e das inúmeras pontes de madeira que colocam em risco a vida das pessoas. A BR-308 é a única via de acesso de Viseu e de Augusto Corrêa ao restante do Estado, e única rodovia federal não pavimentada no Estado do Pará.

2.496 viewsPublicado por: Portal Capanema | em: 17/11/2016
COMENTE:
Slider
Slider