home NOTÍCIAS 104 views # Eduardo Costa

Deputado Eduardo Costa defende acesso aos medicamentos à base de Cannabidiol no Brasil

Entenda a discussão pelo acesso aos medicamentos à base de Cannabidiol no Brasil

deputado eduardo costa

Desde 2019, por ser o único parlamentar médico da bancada do PTB na Câmara Federal, o Deputado Eduardo Costa  foi indicado pelo Líder Pedro Lucas (PTB/MA), à época, para integrar juntamente com mais 33 deputados de vários partidos a Comissão Especial da Câmara Federal, o PL 399/15, que visa possibilitar a pesquisa, o cultivo, a comercialização e a exportação de medicamentos no país, que como princípios ativos, os canabinoides, extraídos de uma planta comum e polêmica em todo planeta: a Cannabis Sativa – a popular maconha.

O Deputado participa da comissão a quase dois anos, e ao lado de diversos parlamentares, cientistas, médicos e pacientes e familiares destes, discutiu todos os possíveis pontos sobre a adoção de uma séria regulamentação em nosso país. Já foram realizadas 15 audiências públicas, além de visitas a outros países – para conhecimento de suas legislações – e em associações, como a paraibana Abrace, que já fornece o remédio a centenas de pacientes.

Muitos pacientes já foram ouvidos, os quais relataram sobre os benefícios que o uso do óleo extraído da flor desta planta, possibilitou a continuarem vivendo e com qualidade. Os medicamentos têm aplicações na imunologia, metabologia, neurologia, oncologia e até psiquiatria, com evidências clinicas e estudos comprovados para várias enfermidades, como epilepsia refratária, esclerose múltipla, esquizofrenia, autismo, Alzheimer, reumatismo, Parkinson, diabetes e até câncer, dentre outros.

Os estudos e usos dos princípios ativos da Cannabis, os canabinoides, como o CBD (Canabidiol) e o THC (Tetrahidrocanabinol), já ocorrem há mais de 20 anos em vários países, como Israel, Indonésia, Tailândia, Estados Unidos, Canadá, Alemanha, Uruguai e em mais quatro dezenas de outros. Países, que como sabemos, possuem legislações rígidas contra o uso recreativo.

“E é isto que desejamos às pessoas que precisam do medicamento no Brasil. Que possam, seja através das associações de pacientes ou de empresas, ter acesso a este óleo a um custo acessível. Nada além disto. O projeto em análise prevê tão somente a produção nacional através de empresas e associações, que deverão seguir uma estrita legislação e autorização prévia da ANVISA, voltada somente para a produção medicamentosa do produto.
Este óleo extraído deverá ser receitado por médicos aptos, e em dosagem específica para cada tipo de pessoa e enfermidade, do mesmo modo e custo padrão de mercado de nossos remédios tradicionais, como os extraídos de plantas como Andiroba, Copaíba e de tantas outras, que fornecem fármacos oriundos de nossa vasta biodiversidade.”, Disse Dr. Eduardo Costa.

“Acredito que devamos acompanhar os avanços da ciência na medicina, tanto em tecnologias, como em medicamentos. A adoção dos canabinoides como: CBD e do THC, permitirão que mais de 10 milhões de brasileiros possam contar com uma vida melhor. E é para isso que estamos trabalhando.”, concluiu.

104 viewsPublicado por: Portal Capanema | em: 21/05/2021
COMENTE:
Slider
Slider