home COBERTURAS 503 views # Música

CAPANEMA É PALCO DE FESTIVAL COM TALENTOS DE 10 CIDADES DO INTERIOR PARÁ

17 apresentações artísticas, 3 palestras, feira criativa virtual e agroecológica compõem programação do Festival realizado em Capanema.

transmissão do Festival Rio Ouricuri em Capanema

É nesta sexta, 27/08, a primeira noite de transmissão do Festival Rio Ouricuri que traz arte, música e sustentabilidade, neste ano, em formato virtual. Músicos iniciantes e experientes de Capanema, Bragança, Santarém Novo, Castanhal, Igarapé-Açu, Primavera, Belém, Capitão poço, Vigia e Marabá apresentam a diversidade da produção musical e artística, sobretudo do Nordeste Paraense.
A primeira noite se inicia com a estreia da castanhalense Ceuvatika em festivais. Ela traz em letras e melodias a força feminina. Em seguida delicadeza dos versos do Dick Casanova e o projeto novo e maduro de Allex Ribeiro que apresentará uma música inédita composta com Zeca Baleiro. Completam a primeira noite de apresentações musicais a participação cheia de estilo e versos fortes de N-day e a explosão do Grupo Ouricuri de Carimbó (Capanema).

Já a segunda noite, 28/08 começa com o show de Mc Pokaroupas, artista natural da cidade que apresenta seu single Tá calor e a música de seu novo clipe: Curupiranha. Também tem a experiência e maturidade da banda de rock Redima com os lançamentos do seu ep. Depois da euforia. Dead Now, banda de Castanhal apresenta o experimentalismo de seu rock. Logo em seguida tem a apresentação da banda Los pelicanos e Paralelo Onze, de Capitão Poço e Primavera, respectivamente. Finalizando a noite, a apresentação da banda Cérebro de Galinha, uma das bandas mais promissoras do punk rock nacional.

APRESENTAÇÕES ARTÍSTICAS
O Festival foi concebido em formato de programa de Tv e a cada duas apresentações musicais são apresentadas performances artísticas com elementos culturais da marujada, afrodance, break, carimbó e música contemporânea. Na primeira noite o Projeto “Arte na Veia” apresenta o talento das jovens de Igarapé-açu. Tem o grupo “Dançando a Tradição” que traz uma apresentação de dança e a performance do grupo “Amscap”, Associação da Marujada de São Sebastião de Capanema. A segunda noite traz a apresentação sofisticada de “Allyster Fagundes”, a energia do grupo de dança “CSC Crew” e a performance-protesto de Gessica Lima que traz em videoclipe a crítica à indústria da agropecuária e seus efeitos danosos para o meio ambiente.

transmissão do Festival Rio Ouricuri em Capanema

transmissão do Festival Rio Ouricuri em Capanema

transmissão do Festival Rio Ouricuri em Capanema

PREMIAÇÃO E RECONHECIMENTO POR PRÁTICAS MAIS SUSTENTÁVEIS
Pela primeira vez, o Festival premia e reconhece, com o Prêmio Rio Ouricuri de Sustentabilidade, um personagem da comunidade local para incentivar, valorizar e divulgar ações e práticas mais sustentáveis. A escolhida foi a Raimunda Tavares do Santos da vila Segredinho, município de Capanema.

transmissão do Festival Rio Ouricuri em Capanema

FEIRA CRIATIVA E PALESTRAS
Devido a pandemia, alternativas foram criadas para contornar a necessidade de realização da feira agroecológica e feira criativa que seriam presenciais. No lugar de eventos que gerariam aglomeração, conteúdos audiovisuais foram criados e serviços foram estimulados para dar conta de incentivar o consumo de alimentos agroecológicos direto do produtor, reforçando o pilar sustentabilidade. Um desses conteúdos é o vídeo que apresenta o paneiro agroecológico, iniciativa Nutrinaturall que permitirá a população adquirir produtos direto do produtor da agricultura familiar. Portanto, mais saudáveis, frescos e por um preço mais econômico. A programação também conta com uma programação de três palestras sobre os temas: Agroecologia, Financiamento de projetos e Economia Criativa.

SOBRE O FESTIVAL RIO OURICURI
Em sua terceira edição, o Festival Rio Ouricuri traz, em 2 dias de eventos, realizados virtualmente, uma programação gratuita acessível e inclusiva com apresentações musicais, dança, Feira agroecológica, Feira Criativa, palestras e oficinas alinhados aos três eixos do festival: música arte e sustentabilidade. O Festival busca o fomento da economia criativa e solidária, impulsionar a ocupação criativa e solidária dos espaços públicos com entretenimento gratuito, acessível e inclusivo. Além de entreter e apresentar artistas o Festival busca propiciar espaços de capacitação para o público, com oficinas e palestras.
Geovane Máximo, coordenador geral do festival, explica que a quantidade inicial de apresentações musicais inicial era 10, mas graças ao sucesso e diversidade de inscritos houve o acréscimo de mais 2 apresentações musicais, totalizando 12 apresentações musicais. “Desde a primeira edição, o festival foi criado como uma estratégia de apresentação e difusão da arte independente produzida na região do nordeste paraense. Buscamos ocupar espaços públicos e democratizar a arte produzida no interior do estado, valorizando mulheres, populações tradicionais e grupos LGBTQIA+.

Nesta edição o Festival conta com o patrocínio da Lei Aldir Blanc para fomentar artistas autorais e iniciativas sustentáveis realizadas no nordeste paraense.

SERVIÇO:
3º Festival Rio Ouricuri
Data: 27 e 28 de agosto
Hora: a partir das 20h
Realização: em formato virtual
Classificação: 18 anos
Onde: Canal do Youtube do Festival: https://m.youtube.com/FestivalRioOuricuri
Instagram do festival: instagram.com/FestivalRioOuricuri
Site: www.festivalrioouricuri.com.br

503 viewsPublicado por: Portal Capanema | em: 11/09/2021
COMENTE:
Slider
Slider