home NOTÍCIAS 755 views #

SEMED E GTO DA POLÍCIA MILITAR DE CAPANEMA REALIZAM MISSÃO IMPOSSÍVEL.

Parecia uma missão impossível, mas quando há dedicação e profissionalismo, a impossibilidade se torna uma realização.

Há três meses a diretora da Creche Municipal Irmã Almerinda Martins da Costa, a dedicada professora Elodia Pereira Tavares, identificou uma aluninha, 04 aninhos, que entrava em pânico ao ouvir sirene da policia, avistar uma viatura ou mesmo um policial. A reação era a mesma: gritos, diarreia, vômito, recusa de sair de casa mesmo para a creche, e até desmaio. O psicólogo da SEMED Dr. Carlos Costa foi acionado pela diretora e após alguns atendimentos identificou que a criança em uma viagem com a família para outro município, havia presenciado cenas de abordagem policial do GTO daquela localidade, reação violenta de alguns bandidos, e resposta adequada do Policiamento. E justamente por isso, a criança havia desenvolvido uma trauma à farda, viaturas, sirenes e vozes graves masculinas. Durante as sessões que se seguiram ao diagnóstico, foram desenvolvidas estratégias de aproximação, resgate da auto confiança, interação com a coletividade, participação e instrução à família, e atividades coletivas com toda a creche.

SEMED E GTO  DA POLÍCIA MILITAR DE CAPANEMA REALIZAM MISSÃO IMPOSSÍVEL.

Todo esse preparativo exigia agora um componente Militar para amenizar o problema. E através da parceria da SEMED com o 11º Batalhão de Polícia Militar de Capanema, uma justa e perfeita interação entre a Secretária Professora Socorro Resueno com o Ten. Cel. PM Robson Martins de Oliveira – Comandante do 11º BPM e o Comandante Mj PM Antonio Carlos Silva Souza, foi montada uma verdadeira e cuidadosa Operação Tática para debelar o problema. Uma unidade do GTO – Grupamento Tático Operacional de Capanema, sob o comando do Ten Disson Jr, acompanhado por, Cb Meneses, Cb F Jesus, Sd Freitas, SD Braga, sob instrução e acompanhamento do Psicólogo da SEMED, trocaram as armas e coletes pelos gorros e barbas de Papai Noel, e fardados foram até a creche para uma prova de fogo: ganhar a confiança e o carinho da aluninha. E a operação foi bem sucedida. Na verdade foi uma festa, pois as estratégias foram bem desenvolvidas. Os policiais fardados foram dóceis, amáveis, e foram orientados a ficar ajoelhados, do tamanho das crianças, que ganharam chocolates dos policiais, numa verdadeira e animada caça ao tesouro. Os PMs cantaram, dançaram e brincaram com as crianças e seus familiares. Ouviram o coral das crianças, dos professores, todos de gorro de Papai Noel, e no final se deliciaram com um maravilhoso lanche. Os pais ficaram muito felizes por essa interação. O “Gran finale” aconteceu quando foram convidados a enfeitar a viatura com crianças. As crianças subiram na viatura amparadas pelos PMs e foram fotografadas ao lado dos pais, dos policiais e em cima da viatura. A aluninha estava entre eles. “Uma nova concepção de Polícia gentil com as crianças, amiga das famílias e protetora da sociedade, começou a ser estabelecida na cabecinha daquela criança. Foi um longo caminho, mas que valeu a pena, … sempre vale”, afirmou o Psicólogo.

A ideia de aproveitar o Natal, chocolate, presentes, os pais e a comunidade escolar para resolver esta questão foi uma ideia genial do Psicólogo, reconhece o comando da PM, sensibilizado pelos resultados. Ficamos felizes em fazer parte da solução, disse o Ten Disson Jr.

Muito radiante a Secretária Socorro Resueno comemora: Educação de qualidade é isso, fazer investimentos, estabelecer parcerias, quebrar paradigmas e resolver problemas. Sou Feliz pela equipe que tenho, nosso psicólogo é muito competente.

VEJA MAIS IMAGENS:

755 viewsPublicado por: admin | em: 04/01/2019
COMENTE:
Arrow
Arrow
Slider
Arrow
Arrow
Slider